Páginas

domingo, 18 de maio de 2008

Terça eu conto pra você!

Terça eu conto pra você!, prêmio Nacional, O Sul e os Livros 2007 na categoria "Melhor projeto de incentivo à leitura", leva o escritor Hermes Bernardi Jr. para contar histórias em entidades assistenciais de todo o Brasil, sempre às terças-feiras.




Hermes Bernardi Jr. é escritor, editor, contador de histórias e coordenador regional da Associação de Escritores e Ilustradores de Literatura Infantil e Juvenil. Reside em Porto Alegre. Tem dez livros publicados. Seu primeiro título, Abecedário Alegre do Porto, é adotado pelas escolas da capital gaúcha há dez anos. Já Planeta Caiqueria, publicado pela Editora Projeto, recebeu o selo PNBE 2005, do MEC. Em 2007, publicou Casa Botão, pela DCL. Em 2008, lança E um rinoceronte dobrado, pela Editora Projeto, no 10º Salão FNLIJ do Livro para Crianças e Jovens.






Hermes Bernardi Jr.
Lançamento do livro E um rinoceronte dobrado, Ed. Projeto
Espaço FNLIJ de Leitura
24/5/2008
18:00



O que eu colocaria numa caixa de sapatos?
Pouca coisa, com certeza...
(...)
Colocaria uma fotografia,
uma radiografia do pé,
a dentadura da minha tia
e todos os sabores de picolé.

“Um poema-brincadeira sobre o tanto e o tudo que alguém poderia guardar de lembrança numa pequena caixa de sapatos. A publicação é para crianças de todas as idades e oferece uma imersão num conjunto superintenso de imagens visuais e verbais. Guto Lins ilustra de forma inusitada as piruetas poéticas de Hermes. O resultado só poderia ser uma leitura que surpreende, que faz rir e que faz pensar.”




Planeta Caiqueria
Autor: Hermes Bernardi Jr.
Ilustrador: André Neves
Prêmio Açorianos de Ilustração – SMC/PMPA / 2004
Selecionado para o PNBE / 2005

Histórias retangulares
misturadas com quadradas.
Histórias amarelas
abraçadas com alaranjadas.
Histórias longas, narradas,
debochavam das curtas, rimadas.

"Uma estranha criatura vive num Planeta regando frases que viram flores e histórias. Mas por não ter memória, a criatura tranca as suas histórias em caixas. Faz sempre assim, até que um dia algo surpreendente lhe acontece. O autor dedica o livro às criaturas que escrevem, especialmente às que escrevem para as crianças, e às que lêem, especialmente às que lêem para outras criaturas."

O livro Casa Botão, publicado pela Editora DCL, com texto do Hermes e ilustrações de Ellen Pestili, foi o vencedor na categoria livro infantil do 17° Prêmio Fenando Pini de Excelência Gráfica.

"A história do livro Casa Botão, inventada por Hermes Bernardi Jr., se passa na Ilha de Tecido, fica ao norte do país chamado Molde.
A trama se desenvolve dentro da loja Alfinetes. A personagem principal é um botão vermelho. Diferentemente dos demais botões, Vermelho era o único assim: velho e desbotado. Os outros, não. Os outros eram bonitos, tinham família grande e alguns eram até forrados em veludo!Quando anoitece, o dono da loja nem imagina a farra que os botões fazem do lado de fora da gaveta! Participar da Parada dos botões é privilégio de poucos. Vermelho é muito tímido e está sempre isolado. Seu grande desejo é, um dia, ocupar casa em alguma saia ou pousar sobre um decote bem cavado. Era desejo de botão. Mas ele ficou esquecido na gaveta. Vermelho, tristonho, desiste de tudo, até que uma garotinha aparece na loja, desejando comprar um botão. Vermelho é o escolhido! Do lado de fora da gaveta, suas expectativas são grandes..."

Conheça o trabalho do Hermes Bernardi Jr.

Visite o blog.

2 comentários:

Hermes Bernardi Jr. disse...

Ei, Fátima, você é muito querida me fazendo esse carinho todo.

Beijo o seu coração!
Hermes

Tino Freitas disse...

Olá Fátima...
Gostamos muito do trabalho do Hermes e o Casa Botão também é fora de série. Na verdade, compramos 90% do nosso acervo particular. Recebemos muita coisa ruim como "análise". Particularmente, na ocasião do rinoceronte, os livros que a Ana Paula recebeu foram escolhidos "a dedo". É uma bênção receber estes livros para "análise", podermos comprar outras e termos condições de conviver com tantas delícias. Estaremos no Salão da FNLIJ a partir da tarde de sábado e ficamos até o último dia. Com certeza nos encontraremos. Não temos mais jogos e, não, não vamos nos apresentar (a FNLIJ abomina a contação "artística"). Abraços de letrinhas e até lá!

Related Posts with Thumbnails