Páginas

segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

A Arte de Contar Histórias no Século XXI

Tenho lido A Arte de Contar Histórias no Século XXI de Cléo Busatto desde que participei de uma oficina durante o Simpósio Internacional de Contadores de Histórias. Intercalei com a leitura de livros de literatura infanto-juvenil e de muitos contos da tradição oral. Tenho o hábito de usar marcador em textos teóricos e, graças a isto, consegui meu livro de volta, quando ficou perdido numa loja de conveniência de um posto de gasolina.

Ao pedir autorização à autora e à Editora Vozes, havia pensado em fazer uma resenha e publicar uns contos desse livro e de Contar e Encantar: Pequenos Segredos da Narrativa, porém fui traída pelo relógio: corria mais do que eu!

Vamos ao que interessa, isto é, um breve comentário sobre a dissertação de Cléo Busatto, contadora de histórias, arte-educadora e Mestre em Teoria Literária - UFSC.

A autora elabora reflexões sobre a narração oral na era digital sob três enfoques. O primeiro aborda a memória e a atuação do contador de histórias tradicional e contemporâneo. O segundo foca a narração enquanto arte e seus fundamentos teórico-poéticos. O terceiro faz uma análise da narração oral no meio digital, a partir de Cabra Cabriola, uma lenda brasileira em CD-ROM, e ainda uma teorização sobre as possibilidades dos novos suportes. Por fim, há os anexos com contos recolhidos da tradição oral, o Projeto Re-vivendo a Nossa Cultura, em que foi usado o CD-ROM Contos e Encantos dos 4 Cantos do Mundo – Vol.1 - como ferramenta pedagógica e de sensibilização, nas comunidades envolvidas com o Projeto Telemar Educação.

Ao entender que a criança do século XXI “já se encontra envolvida num imaginário construído por tecnologia”, em que o “tempo real abre espaço para o tempo virtual e para o tempo da interatividade”, propõe um olhar sobre os contos do imaginário popular a partir de novas linguagens.

“Não há mais aquela voz primordial que nos transportava da roda ao lado da fogueira para as florestas encantadas...; do pé da cama a castelos assombrados, mas a voz de um narrador que lança mão de recursos tecnológicos para manter a história acesa.”

Muitas questões são lançadas e analisadas:

“Como envolver o ouvinte e como será a recepção na tela do computador?”

“Como apresentar imagens sem perder a força que elas carregam?”

“Como colocar a palavra na rede sem ser apresentada como mais um arquivo.doc?”

“Que estéticas seriam ainda possíveis para as artes eletrônicas?”

Ao entender que “a arte digital se apresenta como uma linguagem que incorpora uma visão dinâmica e interativa do sentido”, propõe"que a gente repense os significados de se viver e conviver,produzir e consumir, ser e estar no mundo contemporâneo. Acredita na possível convivência entre o paradoxo da modernidade e da tradição, porque dentro ou fora da rede as histórias sempre vão depender da voz de um narrador, e que o espaço onde as histórias vão soar será sempre aquele disposto a recebê-las, esteja a figura do contador de histórias em tempo real, ou na tela do computador. É conveniente não olhar apenas o suporte, mas a produção artística que se apropria dele para ganhar vida, comunicar, fazer sentido” e encantar.

Ao ler este livro, todos encontrarão um material único e transformador, porque foi resultado de muitas leituras: Erick Lavelock, Paul Zumthor,Walter Ong, Walter Benjamin, Jacques Derrida, Paul Virilio, Gilbert Duran, Michel Foucault, Gaston Bachelard, Ítalo Calvino, Jésus Martin-Barbero, Carl Gustav Jung, Umberto Eco, Michel Maffesli, Bruno Bettelhein, Roger Chartier, Octavio Paz, Eduardo Galeano, Hans Robert Jauss e (ufa!) de muitos outros, numa linguagem leve e vibrante.

Visitem o site e conheçam também Cantos e Encantos dos 4 Cantos do Mundo – Vol. 2 – Lendas Brasileiras e o Vol. 3 - Nos Campos do Paiquerê.

7 comentários:

Wolney disse...

Fiquei pensando na forma como conto histórias quando faço um post no meu Blog.

Parece interessante o livro.

Wolney

3za disse...

Não vejo a hora de "o cheirar"... :) Abraço grande!

Lata Mágica disse...

Fomos incluídos no projeto Brasil que vale de Luciano Huck.
Audio disponível no Link:

http://lucianohuck.globo.com/brasilquevale.php
Audio: HISTÓRIAS: Nº 9


Abraços dos amigos da Lata Mágica Recife:

Willam & Odilene

Lata Mágica disse...

Novas imagens com o tema da Moda.

Com uma boa surpresa, um link para matéria sobre a Lata Mágica Recife no site de Luciano Huck.
Agradecemos a todos pelo o incentivo, respeito e admiração ao nosso trabalho.
Um forte abraço dos amigos da Lata:

Odilene & Willam

Marcelo Novaes disse...

Olá, Fátima, contadora de histórias...

Gostei muito do seu texto!

estou te convidando para conhecer o meu blog:

http://olugarqueimporta.blogspot.com/


um beijo,


Marcelo.

Marcelo Novaes disse...

Olá, Fátima, contadora de histórias...

Gostei muito do seu texto!

estou te convidando para conhecer o meu blog:

http://olugarqueimporta.blogspot.com/


um beijo,


Marcelo.

bando da leitura disse...

TAMBÉM CONHECI CLÉO BUSATO E AMO OUVIR SUAS HISTÓRIAS.
e VAMOS DASR AS MÃOS NESTA CIRANDA DE GENTE QUE GOSTA DE GENTE!

Related Posts with Thumbnails