Páginas

domingo, 25 de junho de 2006

Leitores e Leituras II






“Livro, eu te lendo”

Pela primeira vez eu e o Fernando Pessoa ficamos a sós.
Que descoberta!
Eu sabia que, agora sim, ia começar um verdadeiro caso de amor entre nós dois.
A cada novo poema, lido ou ouvido no passado, e aonde o meu olho batia agora, voltava todo o mundo, todo o espaço onde eu me movia naquela época.
Mil lugares.
Mil cheiros.
Mil sensações esquecidas de dezessete anos atrás voltaram pra mim naquela noite. E esse é ainda um outro aspecto maravilhoso do livro: ele guarda, ele segura o que a gente é quando transa com ele; e então, passados os anos, a gente pode revisitar, reavaliar, reviver a vida da gente, voltando aos livros com os quais a gente teve um caso de amor. Está tudo ali, retido, seguro, todas as nossas sensações daquele tempo. E não importa que a gente diga, ué, como é que eu fui me apaixonar por ele? Puxa, se fosse hoje eu não me apaixonaria mais. Não importa. Ele continua a ser o depositário de toda aquela emoção do passado.”

NUNES, Lygia Bojunga. Livro: um encontro com
Lygia Bojunga. Rio de Janeiro: Agir, l995.

Este é um trecho do texto apresentado pela autora nos encontros do Rio, São Paulo e Belo Horizonte, em dezembro de l987, quando ela resgata seu lado atriz.
Lygia Bojunga foi a primeira autora fora do eixo Europa-EUA a receber o Prêmio Hans Christian Andersen – considerado o Nobel dos escritores para a infância e a juventude.
Este livro compõe com Fazendo Ana Paz e Paisagem uma trilogia, na qual a autora dialoga consigo mesma e com o leitor sobre o processo de criação/recriação de uma obra literária. Visite a Casa Lygia Bojunga e saiba mais sobre a obra desta escritora.
Então eu penso que esse texto tem tudo a ver com o do Galeano e pergunto: “ Qual foi o seu caso de amor, com o livro, é claro?”

8 comentários:

Rapha-eu disse...

Quase. Acho que naquele poema/idéia, quis dizer que meus pés vão(não em vão) por aí. E (tento com)minhas mãos tranformando tudo o que pegam em poesia, arte. Ou desconstruindo tudo isso. Brigadão pelas visitas e desculpe pelas minhas escassas no seus espaço. Vou parar com isso.
Espere...

+ Kazzx + disse...

CAra Fátima:

Não queria confessar mas tenho uma verdadeira hojeriza contra corneteiros que fazem fuhééééé, será que posso ser preso por isto, tem alguma ong que cuida dos interesses das minorias corneteiras?, Bjs e obrigado pelas visitas...

Walter Carrilho disse...

Brigadim pela visita. A porta está sempre aberta, é só chegar!

abs

+ Kazzx + disse...

Cara Fátima,

Parreira estava errado, desde o começo, mas nesta época do ano o ufanismo é insuportavel então ninguém parece enxergar o óbvio...

Brigadão pelas visitas...

PS - Acho que dá Portugual, Felipão fez um milagre, conseguiu convencer os "jogadores" de Portugal que aquilo lá é um time e quando os gajos acreditam ninguém segura, sou descendente de Português também.

Bjs

Martinha disse...

Fátima querida, tudo em paz?
Passando pra conferir os leitores, leituras e releituras rs dessa tua casinha do saber.
Um beijo, minha linda.
Obrigada pelo carinho de suas visitas.
Estive alguns dias literalmente off, devido uma cirurgia no ouvido, mas cá estou, retornando aos poucos, com calma, sem pressa rs.
Quarta-feira de paz procê.
Beijos, abraços de urso!

Lata Mágica disse...

Querida Fatima,

Agradecemos sua visita constante e apoio ao nosso blog. Se você tiver alguma sugestão que melhore o nosso trabalho ou alguma dica que aumente o nosso tráfico na Internet,algum projeto ou programa que conheçam, por favor nos diga.
Um grande abraço dos amigos da Lata:
Odilene & Willam

Helena de Tróia disse...

Vi a indicação do seu link no Blog da Santa. Mais do que merecida!

Fabiana disse...

LULA APOSENTOU-SE AOS 42 ANOS ESTA É DE LASCAR...

Documento do INSS obtido pela coluna mostra que o presidente Lula não pode reclamar da vida: a aposentadoria especial para anistiado político, concedida em 1996 e requerida um ano antes, retroagiu a 5/10/1988, um dia antes de ele completar 43 anos. O companheiro presidente tinha 22 anos de serviço, na ocasião. O benefício, que em 2005 totaliza R$ 8.862,57, está devidamente isento do pagamento de imposto de renda.

http://fabianamelovieira.blogspot.com/

Related Posts with Thumbnails